A estratégia utilizada para implantação do SEI nos órgãos do Estado envolveu a utilização de três importantes conceitos. São eles:

  1. Grupo de Processo: compreende a disposição dos processos entre sistêmicos e finalísticos. São processos sistêmicos aqueles comuns a todos os órgãos do Estado como Passagens, Diárias, Licitações, entre outros.Complementarmente, são processos finalísticos aqueles que possuem vinculação com a finalidade de cada órgão, no nosso caso, todos aqueles vinculados diretamente ao ensino superior como, por exemplo, seleção discente, implantação de novos cursos, alteração de currículo, entre outros.
  2. Tipo de Processo: Antigamente, no processo físico, escrevíamos na capa o assunto do processo que estávamos formalizando. Agora, esta identificação é realizada através do campo Tipo de Processo que deve ser selecionado no momento de criação do mesmo.Atenção: Para evitar problemas futuros, sempre classifique seu processo de acordo com o seu conteúdo/assunto.
  3. Bases de Conhecimento: são documentos utilizados para instruir a constituição e padronizar a execução dos processos entre as unidades.

Clique aqui para acesso a lista completa de processos finalísticos habilitados para uso no SEI.

Clique aqui para acesso a lista completa de processos sistêmicos habilitados para uso no SEI.